sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Coisas que o câncer deixou.

O câncer me permitiu descobrir umas coisas em mim que eu nem imagina gostar e hoje fazem parte da minha personalidade. Eu sempre achei que ficaria pavorosa de cabelo curto, tirava onda falando que nunca tive nenhuma cicatriz de fazer arte quando criança. Ai, como eu era boba! Ontem eu tava me arrumando, lavei o cabelo, massageei e vi como ele está enorme! Vesti uma saia e percebi como que meu corpo voltou ao normal, pintei os olhos e vi que eles estão corados, que eu não tenho mais a cara pálida, que eu não tenho mais manchas pelo corpo e que a minha cicatriz do cateter hoje é só minha e faz parte da minha identidade. O linfoma me deu uma segunda via, um outro caminho pra seguir. Me permitiu conhecer pessoas novas (e as velhas que se aproximaram), conhecer meu corpo, meus limites, me deixou saber que eu poderia fazer bem mais do que pensava, me deu maturidade pra encarar os problemas, me deu tranquilidade, calma e segurança. Me transformou por completo como um filho transforma uma mãe. Hoje a minha vida é dividida em antes e depois da doença. Tô numa fase tão florida e me importando tão pouco com a seriedade da doença que pra falar a verdade eu nem sei onde eu deixei as solicitações de exames e meu cartão do hospital. Joguei fora as máscaras pra usar no ônibus e também o saquinho plástico que a enfermeira me dava pra vomitar durante as sessões de quimioterapia. Não é que eu queira esquecer o que eu passei mas também não faço questão de ficar perto de coisas que me lembrem isso não. Troquei o shampoo que eu usava durante o tratamento pra não sentir mais o cheiro e a lembrança e assumi a minha nova identidade. O câncer foi embora e levou com ele o período mais escuro da minha vida. Agora é só sol, praia e muita luz na minha vida! Acabou e eu sou muito grata por ter aprendido a grande lição que é viver muito e valorizar tudo que eu tenho. Bola pra frente. Tô feliz demais!