sábado, 14 de junho de 2014

A vida

A vida é um caos, uma desordem natural, uma assimetria, uma ordem sem lógica. Ou talvez com lógica? Com a sua própria lógica, com seu sistema, com seu tempo, com suas futilidades. Quando eu era pequena eu não entendi a morte, principalmente de crianças, eu pensava que era triste alguém morrer sem ter dado o primeiro beijo ou ter feito uma festa de 15 anos ou então ter direito a entrar em uma universidade. Meus pensamentos sempre foram excêntricos. A minha ordem lógica, era que todas as pessoas morressem aos 100 anos para assim, durante a vida, irem calculando o tempo restante de vida. Criança e seus pensamentos bobos. Talvez o que nos dê tanta vontade de viver seja a certeza de que um dia vamos morrer. O belo e o feio estão juntos, o amor e o ódio andam juntos, a vida e a morte andam juntas. A vida é um caos organizado, seguindo seu fluxo, seguindo sua própria lógica, sua dança, seu ritmo, suas cores. É bom saber das coisas. Ontem durante mais uma ida ao inca olhei para as paredes do hospital, para a atendente que de tanto conviver já me conhecia e aceitou minha carona até o instituto, daquela moça que sempre fica esperando as quimios como o cachecol tapando sua boca e olhando tudo por cima dos óculos enquanto termina suas palavras cruzadas e percebi que tudo isso faz parte de mim, que eu sou parte disso, que a vida me envolveu e antes que eu pudesse me dar conta, já estava em uma estrada sem volta. Talvez por não ter controle sobre essas desventuras em séries que me fascino tanto por esta loucura que atende pelo nome de vida. Talvez por priorizar tanto as coisas que me deixam feliz eu quase não me importo com o que aconteça. Talvez por isso a vida tenha me retribuindo da melhor forma indicando diante dos últimos exames que não tenho mais a doença comigo. Talvez ela nem se dê conta do bem que me fez trazendo essa doença e da gratidão que sinto por tal acontecimento em minha vida. Se algo mudou? Tudo mudou. E vai continuar mudando enquanto eu me propuser a seguir esse longo caminho no planeta que se chama vida.